Conheça aqui no blog de Conservatória: a Serenata, a Poesia, os versos que fascinam a todos com a magia de Menestréis, Violeiros, Cantores e Seresteiros! Clique nos links abaixo e veja os eventos, as festividades, a hotelaria, a gastronomia, o comércio da "Terra da Seresta"! Aprecie as imagens de turistas com seus depoimentos, o clima da região, as atrações turísticas, e tudo mais que Conservatória lhe oferece! Acesse: https://conservatoria-passeio.blogspot.com

Serenata-de-Conservatória

Serenata-de-Conservatória
http://www.serenata-de-conservatoria.blogspot.com

Postagens Mais Antigas!

Postagens Mais Antigas!

"Dicas"

Para Chegar Sem Problemas Leia essas "Dicas":



Como-Chegar-em-Conservatoria.jpg


Acesse o site abaixo para calcular a distância em quilometragem, de sua cidade à Conservatória. Clique com o botão da direita de seu mouse, para que não se feche a página do blog!



Uma vez obtida a sua informação, volte aqui para o blog e conheça tudo sobre a "Cidade da Seresta"!

Se preferir, copie aí abaixo o endereço do blog , cole em seu editor de texto, e salve, para que você não se perca nunca mais desse "Pedacinho do Céu"!

- Em Conservatória poucos estabelecimentos aceitam cartão de crédito. Alguns aceitam de débito.


- Para caminhar pelo centro comercial, é aconselhável uso de tênis macio. O calçamento é irregular.

- Acessos escassos para cadeirantes.

- Caixas eletrônicas: Bco. do Brasil / Bradesco / 
- Os abastecimentos de dinheiro são irregulares. Traga reserva em dinheiro ou cheque.

- O comércio local, fora de alta temporada, só funciona de 6ª. feira ao domingo e nos feriados. Informe-se com sua pousada ou hotel.

- Há somente um posto de gasolina, pouco afastado do centro.

- Hospital 24hs para atendimento de primeiros socorros. A depender da gravidade, a pessoa poderá ser transferida para Valença.

- Conservatória tem: várias pousadas, duas farmácias, três padarias, quatro mercados, um açougue, duas veterinárias, várias lojas de souvenir, um lava a jato, duas oficinas mecânicas, vários restaurantes self-service e a la carte, alguns com música ao vivo à noite, lanchonetes, uma lan-house, um museu de artistas da MPB, uma Casa de Cultura, uma igreja católica, vários outros tipos de templos religiosos, um clube, um campo de futebol, uma banca de jornaleiro, DPO da PM, uma feirinha de artes, três depósitos de bebidas, um hospital, um posto de saúde, uma escola pública municipal, outra estadual,além de outros serviços. 

O autor desse Blog da Serenata de Conservatória não se responsabiliza por informações que sejam infundadas. É aconselhável que turistas e visitantes confiram a veracidade de tudo o que é anunciado nesse blog e em outros meios de divulgação, uma vez que possam haver alterações da continuidade desses serviços, sem que sejam comunicados aos meios de divulgação do local.




Outros Atrativos Turísticos Próximos:

Assista abaixo aos vídeos desta seção, no decorrer das postagens!

- Vídeo colhido no Youtube, mostrando o "Túnel Que Chora", em Conservatória, todo escavado em pedra bruta, à mão, em trabalho escravo, com ferramentas rudimentares da época. Por dentro dele a locomotiva "Maria Fumaça" atravessava em direção ao estado de Minas Gerais e ao Rio de Janeiro. Uma mina d'água por cima do túnel faz com que o teto e paredes gotejem continuamente, daí a origem de seu nome. É a principal porta de entrada da cidade. De todo folclore que envolve o túnel, o mais divulgado é que ele chora de saudades, como nos versos da canção do famoso seresteiro José Borges, que cantam: "Dizem que é de saudade, que o túnel vive chorando..."




Início

  - Fotos da Cacheira "Ronco D'Agua, próxima à Conservatória. A vinte minutos de carro, ou meia hora de ônibus, a cachoeira oferece ao visitante puros momentos de magia! Em um balneário particular, com extensa área verde para lazer, com inúmeras churrasqueiras rústicas espalhadas por todo o terreno. No local há serviço de cantina, vestiários, e no leito do rio formam-se banheiras rasas para banho em águas calmas. Há também duchas em encanamentos de bambu, para aqueles que não desejarem entrar na cachoeira ou no rio. Não é permitido levar bebidas, exceto água, uma vez que são vendidas na cantina. É permitido levar carvão, carnes e apetrechos para churrasco. É cobrado ingresso individual, de valor simbólico. Nas fotos aqui exibidas, mostram-se três tomadas da queda d'água, e da piscina que se forma naturalmente, para deleite de banhistas. O acesso à queda d'água e por uma ponte de madeira com uma pequena escada, que conduz à borda da piscina, de onde se caminha com água pela cintura até a queda d'água. As duchas de bambu ficam na parte de cima do terreno, próximas à pontezinha, de onde foram tiradas as fotos


Infelizmente, a partir de 2015 não são mais permitidas a entrada de público ao recinto da Cachoeira Ronco D'Água!

A Cachoeira "Ronco D´Agua"

Cachoeira-Ronco-D'agua-em-Conservatoria.jpeg 





Sintam a imponência da secular "Ponte dos Arcos"! Toda construída em pedra bruta e óleo de baleia, erguida por mãos de escravos. Sobre ela passava a locomotiva "Maria Fumaça", que escoava a produção de fazendas do Vale do Café, o Vale do Paraíba, em direção ao Porto do Rio de Janeiro, para exportação.  Com a quebra da Bolsa de Valores de Nova Iorque, em 1929, cidade essa que era a maior compradora desse nosso produto, a estrada de ferro foi cada vez mais desvalorizada, dando lugar à rede rodoviária, como em quase todo o Brasil. O término abrupto dessas exportações, refletiu na falência de grande parte do interior do Estado, principalmente na região do Vale do Paraíba, onde se concentravam grandes fazendas de produção desse grão, muitas delas com grande quantidade de escravos. Hoje algumas delas ainda sobrevivem como atrações turísticas, expondo seus mobiliários antigos, suas peças de época utilizadas no dia a dia daquelas famílias, e realizando saraus musicais para grupos fechados de visitantes, com a venda de ingressos e de produtos do próprio terreno, dentre eles, a cachaça artesanal, os doces caseiros, mel, verduras e legumes, leite, ovos, artesanato e bordados.  Percebam na fotografia as dimensões do ônibus de turismo, que mal chega à metade da altura dessa monumental  Ponte dos Arcos!  O nome dado à construção secular é por causa dos dois arcos que são formados pelos alicerces, na base da obra.


Ponte-dos-Arcos.jpeg



 - "Cine Centímetro" - Uma réplica do extinto Cine Metro-Tijuca do Rio de Janeiro, onde são realizadas exibições de filmes para convidados, em datas pré-agendadas. O prédio fica à entrada da residência de seu criador, o Senhor Ivo Raposo, também responsável por um dos mais importantes eventos públicos de Conservatória, o "Cine Música". Saiba de mais detalhes na seção "Cine Música", aqui do blog!

Centimetro-de-Conservatoria.jpg

Início

- Foto da Estação Rodoviária (Antiga Estação Ferroviária) de Conservatória, onde parava a locomotiva "Maria Fumaça", para recolher ou deixar passageiros, os habitantes locais, mercadores, visitantes, e recolher as sacas de grãos de café, de produtores da região, que por meio desse transporte enviavam suas cargas para o Rio de janeiro, com destino, principalmente à Nova Yorque. Hoje, o prédio além de servir de abrigo aos passageiros que aguardem condução, conta com dois sanitários públicos, um café, uma banca de jornal, uma sala de informações, a sub-prefeitura, e um DPO da Polícia Militar do Estado.  



Estação-Rodoviária-em-Conservatória.jpg


Início

- Foto panorâmica da "Serra da Beleza", com vista de todo o Vale do Paraíba. È um dos pontos turísticos mais visitados de Conservatória. Conta a tradição que em determinadas noites são avistados misteriosos fachos de luzes vindas do céu em direção ao vale. O fenômeno já atraiu a atenção de ufólogos e de astrônomos, que acampavam nesse local, para testemunhar os avistamentos. O enigma das luzes misteriosas continua até os dias atuais, despertando a curiosidade de leigos, estudiosos, turistas, que se extasiam com o deslumbramento da paisagem. A "Serra da Beleza" fica na estrada que é a mesma que conduz para a "Ponte dos Arcos"... Na Cidade da Serenata, conhecida como "Pedacinho do Céu", é possível a contratação de serviço de táxi, de van, que servem aos visitantes, com preços fixos, visitas dirigidas ao local. O trajeto é rápido pelo asfalto praticamente novo, quando antes tinha-se que percorrer em estrada de terra batida, muitas vezes com lombadas e buracos, provocados pela ação de chuvas. Tudo isso sem falar da poeira ou dos solavancos. Com o crescente desenvolvimento da região, principalmente, devido ao interesse de visitantes e de turistas motivados pela Serenata local, famosa internacionalmente, as autoridades investem em melhorias que são benéficas a todos. Também havia uma espécie de deck em madeira, preso à encosta do abismo que beira a estrada, que avançava em direção ao espaço, no qual sentia-se a sensação de se estar levitando. O tempo e a falta de manutenção da parte de órgãos administrativos , desgastaram o mirante, sendo, então, providenciada a sua retirada. Hoje o visitante pode admirar a fabulosa paisagem, de pé, ao encostamento da estrada. A Serra da Beleza, merece o nome que ostenta! 


   


Início


- Foto do "Balneário João Raposo - Cachoeira da Índia" - o parque, muito rústico e com Natureza ainda virgem, fica na entrada pelos fundos de Conservatória, para quem vem após Ipiabas pela nova estrada asfaltada, que liga a pequenina vila da Serenata à sua cidade mãe, Valença. Conservatória é o sexto Distrito dessa, que é cidade natal de Clementina de Jesus e de Rosinha de Valença. A abertura dessa nova estrada foi com a intenção de se evitar o tráfego pesado de caminhões e ônibus, os quais, como demais similares, estavam a abalar a estrutura arquitetônica colonial, do centro histórico de Conservatória, com seu casario peculiar. O Balneário João Raposo, encontra-se exatamente no entroncamento da nova estrada, com a "porta dos fundos" de Conservatória e o novo trecho asfaltado até Valença. É na metade dessa estrada que leva à Valença que se encontra a "Cachoeira Ronco D'Água". No balneário da Cachoeira da Índia, o rio que o corta forma um leito encachoeirado quando em época de chuvas fortes. Sobre uma grande pedra à margem, há uma escultura em bronze, em tamanho natural, de uma índia. Conta o folclore que a escultura representa uma índia à espera de seu amado, um guerreiro feito escravo, em batalha travada com colonos exploradores. Os índios nativos da região, na época da colonização portuguesa, eram aprisionados para trabalhar junto com escravos trazidos da África em famigerados "navios negreiros". Tal era o massacre a esses povos indígenas, que ao se conhecer a história de Conservatória, compreende-se a origem dessa cidadezinha, que era, remotamente, uma aldeia de nativos da tribo Araris. Devido a essas cruéis perseguições. o Vice-rei português Dom Luiz Felipe ordenou que se estabelecesse um cartório no local, com o intuito de se fazer um recenseamento dos índios sobreviventes. Esse tipo de repartição, até hoje, é chamado em Portugal de conservatória, ou seja, órgão governamental onde se registram títulos e documentos. Saiba mais na seção "Serenata", aqui do blog!

A "Cachoeira da Índia"

Cachoeira-da-India-em-Conservatoria.jpg
- Foto da "Locomotiva 206" - o carro chefe e um vagão da antiga "Maria Fumaça", expostos ao tempo, próximo à Estação Rodoviária de Conservatória. Neste vídeo ouve-se ao fundo o som de uma bandinha militar que desfilava pelas ruas do Centro da vila, na ocasião da filmagem. Atualmente, estão sendo realizadas obras de restauração do patamar que a sustenta. Veja o impressionante vídeo, da remoção da locomotiva por um imenso guindaste, na seção "Top 10" do blog!


- "Igreja da Matriz de Santo Antônio do Rio Bonito", hoje em dia mais divulgada como Igreja da Matriz de Santo Antônio - construção secular, localizada na Praça da Matriz (Praça Getúlio Vargas). Mensalmente é realizada a "Missa dos Seresteiros" no 4º domingo, com a participação, aos violões, desses menestréis. Nos demais domingos a "Missa do Turista", também com cantoria de Seresteiros locais, com seus violões.


Igreja-Matriz-de-Conservatoria.jpg


Início


- "Feirinha de Arte" - Aos sábados, de 08:00 às 18:00,  na praça do Clube de Conservatória, com venda de produtos artesanais, em várias barraquinhas.


- "Fazendas Coloniais" - há várias por toda a região, algumas com apresentação teatral, "sarau" e serviço de café colonial. Informe-se em sua pousada ou hotel, ou com seu guia de turismo. 



Atrativos No Centro do Local: 


- Às 6ªs.feiras e sábados, de 21h às 22h45min - Apresentação de "Seresta" na Casa da Cultura de Conservatória, com a participação dos habitantes, visitantes e turistas. À esquerda, sentado, o violonista Professor Célio Silveira. à direita, sentado, o compositor Nei Vieira.



   
- Às 6ªs feiras e feriados, a partir de 23h, a "Serenata" de rua, com saída à porta do antigo Museu da Seresta, para cantoria ao som de violões, em caminhada pelo centro comercial. Veja mais vídeos na seção "Serenata", aqui do blog!


   



Início


- Durante o dia, à tarde e à noite, apresentações musicais nas praças, nas ruas e em frente à locomotiva, com músicos e artistas residentes, visitantes e turistas.

   "Ronaldinho do Cavaquinho" 
   no "Serenoite" de Conservatória

Ronaldinho-do-Cavaquinho.jpg




"Edu" (Eduardo Marques), 
tocando na "Matinata" de Conservatória, 
à porta da 
Pousada Balé dos Vagalumes, 
em frente à locomotiva.

matinata-de-Conservatoria.jpeg